O que é estudo Eletrofisiológico e Ablação por Cateter?

O estudo eletrofisiológico e a ablação por cateter, são procedimentos especializados realizados por um cardiologista altamente treinado, chamado eletrofisiologista. Nestes procedimentos, um ou mais fios finos flexíveis chamados cateteres são inseridos dentro de uma veia (frequentemente na virilha) e guiados até o coração. Cada cateter tem um ou mais metais (chamados eletrodos) na sua ponta, que captam a atividade elétrica do coração e medem os sinais elétricos e como eles caminham de uma câmara a outra dentro do coração.

O estudo eletrofisiológico é feito para diagnosticar sua condição especifica, ajudar a determinar o melhor tratamento e encontrar o local exato onde a ablação pode ser útil. EEF estão sendo realizados há muitos anos e complicações são muitos raras. A ablação por cateter é um procedimento não cirúrgico que é realizado junto com o EEF e utiliza um cateter especial para tratar a arritmia. Este cateter liberará uma energia chamada radiofrequencia que destruirá (ablação) as áreas anormais. Isto cria uma pequena cicatriz (chamada lesão) por onde os estímulos elétricos não podem mais passar. Isto permite que os impulsos elétricos sejam controlados e os batimentos cardíacos retornam ao normal.

Ablação por cateter é considerada segura e não está associada com um risco significativo, então a chance de ocorrer complicações é muito pequena. Por exemplo, a maior frequência de complicações da ablação do flutter atrial é 1,2%. Isto é compatível ao risco de uma ligação tubária (1-2%) e muito menor que a cirurgia para retirada do apêndice (apendicectomia) (18%).

 

O eletrofisiologista discutirá com você qualquer risco particular antes do procedimento. A tecnologia mais moderna combina um mapa elétrico do coração, que pode ou não utilizar imagens de tomografia computadorizada ou ressonância magnética do coração do paciente. Isto permite que o eletrofisiologista veja o coração de uma forma tridimensional. Se, durante o EEF, você não apresentou qualquer ritmo anormal, o eletrofisiologista pode provocar a arritmia com os eletrodos do cateter, estimulando o coração.

 

Dependendo da arritmia induzida no EEF, poderá ser necessário realizar a ablação em um segundo momento, devido a necessidade de materiais individualizados ou rediscussão com o paciente do achado encontrado. O EEF também é usado para ajudar avaliar a efetividade dos medicamentos no controle do ritmo anormal e para avaliar a necessidade de um aparelho como o CDI ou o marcapasso.

 

Preparando-se para EEF e Ablação

Previamente, seu médico pedirá a você suspender alguma medicação que esteja tomando e que possa interferir no exame. Não modifique suas medicações sem consultar o seu medico. Normalmente, seu médico pedirá a você para não comer ou beber por 6 a 8 horas antes do exame. Geralmente você terá uma avaliação pré anestésica. O local onde o cateter será colocado será totalmente limpo e os pelos serão depilados. Isto é normalmente feito na virilha direita, mas pode ser também no pescoço e na virilha esquerda. Você receberá uma anestesia local nestas regiões. Haverá um pouco de sangramento no local, que será controlado, não apresentando perigo. Os cateteres serão então inseridos, você pode inicialmente sentir uma pressão no local da inserção. Você também poderá receber um sedativo leve ou anestesia geral - dependendo da arritmia a ser tratada.

 

Durante o procedimento

Uma equipe trabalhará junta para prestar assistência durante o exame e garantir a sua segurança. Ao lado do eletrofisiologista (médico), haverá especialmente técnicos e enfermeiros treinados para assistir o exame e monitorar as suas condições.

EEF e ablação são feitos em laboratórios equipados com muitos equipamentos, localizados na hemodinâmica ou centros cirúrgicos e lembram uma sala cirúrgica. As mesmas precauções para manter um ambiente estéril são seguidas. A equipe de saúde estará na sala e usara uma variedade de imagens (rx e mapas em 3d) e sistemas de monitorização para ajudá-los a levar os cateteres até o seu coração, localizar o local preciso da ablação e avaliar o seu progresso.

 

Se você for mulher e estiver grávida não poderá realizar esse procedimento.

 

Você se deitará numa mesa cirúrgica, sendo coberto com panos especiais estéreis exceto pela área onde o cateter será inserido. Você terá um acesso venoso no braço para receber medicamentos conforme necessário. Seu médico lhe avisará previamente qual tipo de anestesia está planejado fazer e caso seja necessário, a anestesia geral será avaliada.

 

Algumas pessoas podem sentir algum desconforto torácico temporário durante o procedimento. Se isto ocorrer com você, não deixe de avisar o médico, para que possa lhe medicar e aliviar a dor. Depois da ablação das áreas com problemas, o medico tentará induzir a sua arritmia. Se o ritmo anormal não puder ser induzido deste modo então o procedimento foi um sucesso. Se um ritmo rápido retornar, mais ablação do local poderá ser necessária.

Depois do procedimento

Imediatamente depois do procedimento, os cateteres serão removidos e uma pressão será aplicada no local de inserção para minimizar e prevenir sangramento ; um curativo será feito no local.

 

É importante manter-se imóvel durante este período e não mover ou dobrar sua perna. Você precisará ficar imóvel de 4 a 6 horas após o EEF e Ablação. Isto ajudará a cicatrização apropriada do local onde o cateter foi inserido.

 

É comum ter um pequeno arroxeado no local da inserção do cateter, porém você deve contatar seu médico imediatamente se o local se tornar quente, dolorido ou inchar. Você deverá também contatar seu medico, imediatamente se você tiver febre, tontura ou qualquer outro sintoma, mesmo após sua alta hospitalar.

 

Geralmente, você permanecerá na cama por algumas horas e passará a noite no hospital depois do procedimento para observação e irá para casa no dia seguinte.

 

Em casa, você precisará limitar as suas atividades por vários dias e evitar as que são vigorosas. Muitas pessoas podem retornar às suas rotinas normais dentro de poucos dias, em média 7 dias. Atividades físicas após 3-4 semanas do procedimento.


Siga cuidadosamente todas as instruções do seu médico a respeito de quaisquer medicações e seguimento clínico.