O que é um Ressincronizador Cardíaco?

O marca-passo ressincronizador é um dispositivo eletrônico composto por uma bateria (gerador), 2 cabos eletrodos ventriculares (direito e esquerdo), com ou sem um cabo eletrodo atrial. Ele diminui o retardo de contração entre os ventrículos e ajusta o intervalo de contração entre os átrios e os ventrículos. Também conhecido como marca-passo biventricular. O gerador envia um impulso elétrico através dos eletrodos, que estimulam o músculo cardíaco, fazendo com que os ventrículos direito e esquerdo contraiam juntos ou muito próximos. Isso aumenta a força com que o coração bombeia o sangue, melhorando sua função.

Quais os benefícios do marca-passo ressincronizador?

Os pacientes com marca-passo ressincronizador apresentam melhora importante dos sintomas, da função do coração, da capacidade para a prática do exercício e a qualidade de vida. Além disso, diminui o número de hospitalizações por insuficiência cardíaca, além da mortalidade cardiovascular.

 

Quando está indicado o marca-passo ressincronizador?

O marcapasso ressincronizador está indicado quando a terapia com medicamentos falha e o paciente permanece com sintomas importantes de insuficiência cardíaca, com várias internações hospitalares e sem nenhuma opção de correção cirúrgica (correção nas válvulas ou pontes safenas). Além disso, é necessário que o paciente apresente função cardíaca gravemente comprometida ao ecocardiograma.

 

Como é a Cirurgia para colocar um Marca-passo Ressincronizador?
A cirurgia é realizada sob sedação e anestesia local, ou seja, o paciente não sentirá dor e irá dormir durante todo o procedimento, que dura em torno de 2 a 3 horas. Normalmente, o marcapasso é implantado na região do tórax logo abaixo da clavícula, do lado esquerdo ou direito. Uma pequena incisão é feita na pele e uma pequena “bolsa” é realizada, entre a pele e o tecido acima do músculo, para colocação do gerador.

Com o auxílio do Raio-X os eletrodos são colocados através da veia dentro do coração. O eletrodo do ventrículo esquerdo é colocado, através de uma veia cardíaca (seio coronariano), na parede do ventrículo esquerdo. Em alguns casos, não é possível colocar o eletrodo do ventrículo esquerdo através da veia (seio coronariano), pois o acesso é difícil ou não há ramos para que o eletrodo fique. Nesses casos, é necessário realizar um implante do eletrodo epicárdico, cirurgia cardíaca minimamente invasiva, em que o eletrodo é conectado ao músculo cardíaco pela parte de fora do coração.

É necessário Fazer algum acompanhamento depois do Marca-passo Ressincronizador?

- Você deverá fazer acompanhamentos regulares pelo resto da vida.
- Nas consultas serão feitas avaliações do marca-passo com computadores (programadores). As avaliações promovem um melhor aproveitamento do dispositivo e a identificação de algum problema no funcionamento. E, ainda, indica o melhor momento para troca do gerador (A bateria não dura para sempre). A primeira avaliação é realizada após 30 dias da cirurgia. Geralmente, as avaliações subsequentes são realizadas a cada seis meses.
- No caso dos marcapassos ressincronizadores, é necessário realizar ecocardiograma (ultrassom cardíaco) periodicamente, onde serão ajustados os parâmetros do equipamento para o melhor funcionamento do coração